Google supera Apple como marca mais valiosa

Data de publicação: 2 de fevereiro de 2017

economia-google-internet-20140513-001-original-e1470755243322Com valor de US$ 109,4 bilhões, companhia retoma lideraça do Brand Finance Global 500 após cinco anos

Com marca avaliada em US$ 109,4 bilhões, alta de 24%, o Google assumiu a liderança do Brand Finance Global 500 2017, ranking de marcas mais valiosas do mundo, posto ocupado nos últimos cinco anos pela Apple — cujo valor caiu de US 145,9 bilhões para US$ 107 bilhões (tabela com os 50 primeiros colocados abaixo). O Google havia liderado a lista pela última vez em 2011. A retomada da liderança se deu, segundo o estudo, pelo fato de a empresa se manter bem posicionada no negócio de busca, seu principal pilar de receita. Além disso, os seus rendimentos com publicidade aumentaram 20% em 2016.

“A Apple tem lutado para manter sua vantagem tecnológica, com novas iterações do iPhone proporcionando retornos decrescentes, enquanto o mercado chinês está agora repleto de concorrentes locais. A Apple tem explorado seu patrimônio acumulado. Isso ressalta um dos muitos benefícios de ter uma marca forte, mas a Apple foi longe demais”, analisa David Haigh, CEO of Brand Finance.

download (1)
Na edição 2017 do estudo as marcas de bancos da China superaram o valor dos bancos americanos. Em 10º no ranking, o chinês ICBC se tornou o banco com marca mais valiosa do mundo. Já a AT&T superou a Verizon como a empresa de telecom mais valiosa. No mercado de companhias aéreas, a Emirates foi superada pelas norte-americanas American, United e Delta.

Marcas de bebidas, como Coca-Cola e Pepsi, e redes de fast-food, como McDonald’s, KFC e Subway, perderam valor de marca em função de novas tendências de alimentação saudável. A Nokia, por sua vez, voltou ao ranking das 500 após a aquisição da Alcatel e do lançamento do modelo Nokia 6.

O Itaú é a marca brasileira mais valiosa. O valor da marca do banco passou de US$ 3,712 bilhões para US$ 6,862 bilhões, o que o levou para a posição 220. O Bradesco, que não esteve presente na edição 2016, apareceu no 287º lugar, com valor de marca de US$ 5,579 bilhões (contra US$ 3,163 bilhões no ano anterior). O Banco do Brasil também se valorizou, indo de US$ 3,579 bilhões para US$ 5,217 bilhões — subiu da 440ª posição para a 319ª. Quarta e última marca brasileira no ranking, a Petrobras caiu no ranking, indo do 273º lugar para o 321º. No entanto, o valor da marca cresceu: foi de US$ 5,122 bilhões para US$ 5,186 bilhões.

Tabela Brand Finance 500

Fonte: Meio e Mensagem


Veja Também

Newsletter

Receba novidades e promoções do nosso site.