Experiência de compra, que diabos é isso?

Data de publicação: 21 de fevereiro de 2014

O sucesso de todo negócio é pautado em cima de regras, fórmulas e conceitos, não é mesmo? Porém, uma variável determinante nesse processo, e o grande desafio do varejo, é o comportamento do consumidor e as sensações que ele tem quando está comprando.

O ser humano é complexo, dinâmico, e sofre influências de inúmeras frentes. Apesar de todas as previsões que as empresas tomam, é comum vermos muitas sendo surpreendidas com ações de marketing que não deram certo. Seja porque não foram interpretadas pelo consumidor como previram ou porque o processo de compra não foi satisfatório. Um detalhe na ponta dessa cadeia pode determinar o fracasso de qualquer iniciativa.

Comodidade é a palavra chave. A internet está presente na vida das pessoas deixando-as mal acostumadas, com um senso de urgência muito maior. A velocidade e conforto do ambiente online está sendo levado para o ambiente offline e a tolerância para pequenos erros tem sido cada vez menor.

Para movimentar o seu negócio, é preciso ser ágil, saber manter-se à frente no meio cada vez mais dinâmico, inspirar tendências e ter uma percepção inovadora. Um caminho para isso é melhorar a experiência de quem está comprando, ou seja, fazer com que a ida até a loja (física ou e-commerce) seja inesquecível, um momento prazeroso e de lazer.

O consumidor não quer apenas ver o que está comprando, mas tocar, cheirar, provar, ouvir. Assim, detalhes como a iluminação, cores, sabores, cheiros e som passam a ter importância na montagem de um ambiente diferenciado para alavancar as vendas.

As empresas devem pensar em aguçar os cinco sentidos dos clientes. A visão é a primeira a ser usada, é o impacto inicial e pode ser determinante nesse processo. Porém as outras quatro também devem ser pensadas. Fragrância pode ser uma estratégia de marketing interessante. O som ambiente é um ótimo estímulo, age no momento exato em que o consumidor recebe a mensagem. O paladar e o tato também podem ser explorados no momento da compra, pois os estímulos químicos gerados por eles estão também ligados ao ato da compra.

Manter sua loja sempre bonita e higienizada também faz toda a diferença. Mostrar capricho e cuidado inspira as pessoas, faz com que elas sintam mais segurança quanto ao que você está oferecendo, principalmente quando se trabalha com alimentos.

Trate bem seu cliente. Um bom atendimento aumenta as chances de efetuar a venda. Invista constantemente em treinamento para seus colaboradores. Coloque-se sempre no lugar de quem está comprando.

Diversas ideias simples podem fazer a diferença, porém é preciso estar cercado de parceiros capacitados que possam te dar esse suporte. Invista nisso. Planejamento é básico e primordial. Quem sair na frente terá todas as vantagens.

Otávio Esteves – Publicitário, Consultor na Consiglieri Brasil ®  e integrante da equipe de planejamento da OPP MAIS ® 

Veja Também

Newsletter

Receba novidades e promoções do nosso site.