Artesanal Praya investe em expansão nacional

Data de publicação: 13 de dezembro de 2018

Praya-Lata-4Versão em lata da Praya será comercializada nas areais no verão carioca

Cerveja carioca vendida também em São Paulo aposta em novos mercados como Belo Horizonte, Curitiba, Salvador, Recife, Brasília e Porto Alegre.

Ela foi criada em 2016 por um grupo de amigos que buscavam lançar uma cerveja artesanal com o DNA carioca. Hoje, a Praya já extrapolou as fronteiras do Rio de Janeiro e, além de ser comercializada no eixo Rio-São Paulo, começa a chegar em outros mercados como Belo Horizonte, que acaba de receber a bebida, além de Curitiba, Salvador e Recife.

“Nos próximos dois meses entraremos também em Brasília e, no ano que vem, chegaremos à Porto Alegre”, revela Tunico Almeida, CEO da Praya. Ele acrescenta que a marca, que começou com uma produção pequena dentro de uma garagem, hoje conta com seis distribuidoras que atuam no eixo em que é comercializada, além de uma fábrica em Toledo, no Paraná, com capacidade de produção de 600 mil litros/ mês; atualmente ela produz 100 mil litros/ mês da Praya. “Acabamos de passar por uma consultoria que indicou caminhos para a expansão, em que mercados devemos entrar, por conta de características como renda per capta e fit com o nosso produto”, fala.

Paralelamente, a Praya também aposta em novos formatos e coloca no mercado uma embalagem em lata de 269 ml; hoje a cerveja, uma witbier feita com coentro e limão siciliano, é comercializada em garrafas de 600 ml e long neck de 355 ml. “O investimento nas latas é um negócio disruptivo porque atuamos no mercado artesanal, em que pouca gente trabalha com este formato. Fizemos a lata da Praya para entrarmos nas praias”, diz o executivo. Com a nova embalagem, a cerveja passará a ser comercializada nas praias do Rio de Janeiro durante o verão. “Existe o pensamento de que o produto na lata é de uma qualidade inferior ao da garrafa, mas isso é uma falácia. A lata tende a conservar mais a cerveja, além de ser melhor para o meio ambiente”, explica.
Seguindo o conceito de assumir o lifesytle carioca, a Praya investe em parcerias com lojas, entre outras ações, em sua comunicação. Com a Farm, a marca fez uma parceria que resultou em um rótulo em comemoração a seus 20 anos, em 2017. A cerveja também apoia atletas do skate e do surf, como Marcelo Trekinho, como forma de divulgação. Nos novos mercados em que a Praya será comercializada, a ideia é investir em outras parcerias com lojas, além de ações com formadores de opinião. “Na nossa chegada fazemos uma mapeamento para identificar formadores de opinião e marcas que combinem com a nossa”, explica Tunico, acrescentando que a marca costuma investir em eventos autorais, como o Olhar da Praya, voltado para a fotografia, e o Baile do Encanto, realizado no Carnaval, com o intuito de resgatar as festas em que eram tocadas as tradicionais marchinhas.

Atualmente, a Praya está disponível em 800 pontos de venda no Rio, entre eles nos supermercados Zona Sul e Mundial, e em 200 em São Paulo, como nas lojas Pão de Açúcar e St. Marche. Nos outros mercados ela ingressa inicialmente com a comercialização em bares e restaurantes. Além de Tunico Almeida, Marcos Sifu, Duda Gaspar e Paulo de Castro, mais conhecido como DJ ZehPretim, são sócios da Praya.

Fonte: http://www.meioemensagem.com.br

 


Veja Também

Newsletter

Receba novidades e promoções do nosso site.