5 passos para conquistar clientes usando o marketing digital

Data de publicação: 29 de junho de 2015

imageA internet é o meio onde as boas ideias e uma boa execução têm muito mais valor do que o dinheiro

A internet tem mudado radicalmente a forma que as empresas podem encontrar e se comunicar com os seus clientes. O marketing digital tem algumas características que auxiliam nesta tarefa.

Em primeiro lugar, é possível medir em detalhes os resultados de cada campanha e saber o que funciona e o que não funciona, e então continuar investindo nas coisas que dão melhor retorno. É possível também promover ações com um foco muito maior, e assim se comunicar e interagir apenas com o público que tem interesse no que a empresa tem a oferecer.
saiba mais

Ele permite atrair potenciais clientes de forma gratuita e crescente para o site das empresas, seja por meio de busca orgânica no Google ou de forma viral via e-mail e redes sociais. Permite ainda a construção de uma audiência, através da produção de conteúdo relevante, possibilitando a construção de uma base (ex: e-mails cadastrados, assinantes de blog, seguidores no Twitter, etc.) que ao longo do tempo se torna um ativo de marketing fundamental para a empresa.

Além de tudo isso, tem ótimo custo-benefício. A combinação dessas quatro características faz com que se atinjam bons resultados mesmo a partir de baixos investimentos.

Para as pequenas e médias empresas, esses benefícios do marketing digital são ainda mais evidentes, já que em geral elas dispõem de poucos recursos para promover os seus produtos e serviços.

A internet é o meio em que as boas ideias (simples e objetivas) e uma boa execução têm muito mais valor do que o dinheiro. No entanto, muitos empreendedores e responsáveis de marketing das empresas ainda não tiram proveito desse potencial, seja por desconhecerem as técnicas e ferramentas ou mesmo por terem receio da complexidade do meio.

Veja a seguir os cinco passos que podem ser aplicados para alavancar resultados e conquistar clientes.

1. Atrair
O primeiro passo é atrair visitantes para os canais da empresa. A melhor maneira de conseguir isso é através da produção de conteúdo. Primeiramente, é preciso mapear os conteúdos relevantes para o público-alvo e oferecê-los, por exemplo, em um blog. Isso abre um canal para o público chegar até você.

Essa é uma maneira da empresa se tornar uma referência no seu ramo de atuação e ser encontrada facilmente na internet. Empresas que priorizam manter um blog têm 13 vezes mais chances de ter um ROI positivo, de acordo com estudos de mercado.

Paralelamente, é preciso executar ações de otimização no seu conteúdo (SEO) para que seja alcançado no Google. A compra de mídia (como Google Adwords ou Facebook Ads) também pode dar um ótimo fôlego nos resultados de curto prazo.

2. Converter
Após gerar tráfego é preciso converter esses visitantes em “leads” – pessoas que deixam suas informações de contato, demonstrando interesse no mercado da empresa. Os leads são um valioso ativo para as empresas investirem em relacionamento e gerar oportunidades de negócio.

A melhor maneira para gerar leads para a empresa é oferecer conteúdos relevantes em troca das informações de contato.  Deve-se oferecer um bom conteúdo, algo de valor: por exemplo, um eBook ou webinar, um template, um teste gratuito de alguma ferramenta, etc. O conteúdo deve ser irresistível.

As ofertas são disponibilizadas em páginas focadas para a conversão, chamadas de “landing pages”, que com um formulário fazem a troca do download de materiais pelos dados dos visitantes.

3. Relacionar
Porém, não basta apenas conseguir novos contatos. De acordo com pesquisa publicada no livro “The Ultimate Sales Machine”, de Chet Holmes, apenas 3% deles estão prontos para comprar. Para aumentar esse percentual, é preciso se relacionar com eles, educando e gerando credibilidade, para então encaminhá-los até o momento da compra. Isso pode ser feito através de ações como as detalhadas a seguir.

Mídias sociais: aproveite as características desses canais para conversar com o público, estreitar sua relação com os leads e oferecer conteúdos relevantes.

E-mail Marketing: esse canal direto com o lead é uma oportunidade de ouro para oferecer conteúdos de acordo com o perfil (cargo, região, interesses, etc) e momento na jornada de compra, para fazê-lo avançar até o momento da venda. Além de servir também para identificar as características do lead e focar em uma comunicação segmentada para educá-lo, revelar uma necessidade e oferecer uma solução.

Automação de Marketing: as ações de relacionamento e preparação para vendas podem ser feitas de maneira inteligente e automatizada para acelerar os resultados. Por exemplo, definindo gatilhos que acionem um fluxo para entregar o conteúdo e a oferta certa para o lead na jornada de compra, utilizando um software integrado para gestão de marketing digital. Segundo a Forrester Research, empresas que se destacam em nutrição de Leads geram 50% mais vendas a um custo 33% menor.

4. Vender
Após essa etapa, uma vez que os leads estejam “aquecidos” é hora de vender. As chances de vender para um lead “quente” são oito vezes maiores do que para um lead “frio”.  Para potencializar ainda mais os resultados, é necessário qualificar esses leads, definindo o perfil dos que são boas oportunidades para venda para filtrá-los e só então passar para o time de vendas. Com a venda fechada, é hora de analisar e otimizar o processo.

5. Analisar
Para a máquina continuar rodando bem é preciso investir no que funciona e ajustar o que for necessário. A última etapa consiste em analisar de forma estratégica os resultados e fazer o acompanhamento e os ajustes necessários.

Como o modelo é bastante mensurável, é possível entender na ponta final (vendas) o que realmente tem sido efetivo – e esse trabalho constante de entender o que está acontecendo e trabalhar com melhoria constante é o que você precisa para uma ótima performance.

Fonte: revistapegn.globo.com


Veja Também

Newsletter

Receba novidades e promoções do nosso site.