Varejo ao vivo e vendas nas redes sociais

Data de publicação: 30 de agosto de 2017

downloadAs transmissões ao vivo vieram para humanizar e unir os mundos real e virtual, afinal, a vida acontece ao vivo

As pessoas moram nas redes sociais. Tanto é que costumam dizer que “estão” no Facebook ou Instagram, como se a rede social fosse uma rua ou bairro de uma cidade.
Com a presença das redes sociais nos celulares, essa sensação de conexão permanente multiplicou-se, é como se cada cidadão existisse simultaneamente no mundo real (esse que a gente vive, de carne, osso e concreto) e no mundo virtual (onde cada pessoa assume o filtro que melhor lhe traduz para seus amigos e suas redes).

 

m-commerce1-300x157

As transmissões ao vivo vieram para humanizar e unir estes dois mundos, afinal, a vida acontece ao vivo. Durante uma transmissão ao vivo cria-se empatia imediata: ama-se ou odeia-se quem está do outro lado, tentando criar uma conexão em tempo real.

Para os influenciadores, isso é o presente! Centenas de personalidades deste novo mundo “conectado” estão ao vivo todos os dias, conversando com sua audiência e criando novas conexões.

E as marcas? Poucas entenderam a potência de uma conexão olho no olho entre emissor (aquele que comunica) e receptor (aquele que assiste) e as oportunidades que estão disponíveis com as vendas ao vivo.

Quando um comunicador potente está ao vivo, o “call to action”, que aciona o gatilho de compra é instantâneo, atingindo diretamente a parte do cérebro que decide e toma a decisão.

Não é novidade. Faz décadas que a QVC, nos Estados Unidos, e o Shoptime, no Brasil, utilizam do varejo ao vivo, na tela da TV, para convencer milhares de pessoas diariamente a ligar para o número que está na tela e comprar os produtos anunciados.

Nas redes sociais, o varejo ao vivo é exponencial, a compra acontece em apenas um clique e o compartilhamento da transmissão ao vivo pode atingir milhares de pessoas em poucos minutos, zerando grandes estoques e gerando vendas instantâneas.

São milhões de consumidores reais à disposição, 24 horas por dia, aguardando o impulso certo para tomar a decisão e comprar um produto ou contratar um serviço.

 

Fonte: Meio e Mensagem

 


Veja Também

Newsletter

Receba novidades e promoções do nosso site.